Imagem oficial da WWDC17

Foi uma semana incrível de anúncios de novos produtos e tecnologias, além de, e principalmente, aprendizado e oportunidade de conhecer novas e incríveis pessoas. Não quero ser muito extenso em meu texto, então vou dividir em tópicos para deixar mais interessante.


Anúncios

Tim Cook em Keynote principal da Apple

Anúncios de hardware não são o foco da WWDC, mas nessa alguns anúncios interessantes foram feitos. O novo iMac Pro parece reforçar a preocupação da Apple com profissionais que usam seus computadores, e o preço dele, ainda mais para um all-in-one com uma tela difícil de ser batida, é bastante competitivo (vide essa reportagem da pc gamer). O MacBook Pro novo foi levemente atualizado e apresenta uma opção de entrada mais barata. O novo iPad Pro parece ser uma adição interessantíssima a linha de tablets, mantendo o tamanho do iPad Pro de 9.7″ mas com uma tela de 10.5″ (bem menos borda!). Por fim, o HomePod (concorrente do Amazon Echo e do Google Home) não anima com seu price-tag de 350USD.

Agora falando dos anúncios que mais interessam da WWDC: software! O iOS 11 traz alguns features interessantíssimos para o usuário final, como multitasking muito mais interessante, gravação de tela, notificações e dashboard repaginadas, novo sistema de drag and drop, e muitas outras. O mais interessante são as novidades de software aberta aos desenvolvedores: são tão incríveis que vou fazer uma listinha para dar um pouco mais de detalhes:

  • CoreML: É uma biblioteca de machine learning que roda os modelos no próprio dispostivo iOS, não usando internet e abrindo um mar de possibilidades ao ser facilmente integrável com modelos dos mais populares frameworks de machine learning. Exemplos de aplicação: identificação de objetos em imagens, identificação de humor baseado em fotos ou texto, entre muitas outras.
  • ARKit: Framework de realidade aumentada para ser rodado em dispositivos iOS. O interessante desse framework ( e que foi muito frisado pela Apple) é que ele torna, de um dia para o outro, o iOS a maior plataforma do mundo de realidade aumentada. Dê uma olhada no demo para ver o que pode ser feito.
  • Vision: Esse framework funciona em cima do CoreML e tem diversas funções de visão computacional facilitadas para o desenvolvedor. Entre elas se destacam: reconhecimento de face, tracking de objetos, detecção de características e mais.

Minha opinião: As tecnologias lançadas são incríveis e abrem muitas oportunidades para desenvolvedores. Com um iOS11 que faz o iPad parecer um Mac mais do que nunca, e com um conjunto de frameworks novos poderosíssimos, fico louco imaginando as novas possibilidades de apps.


A Conferência

Entrada do San Jose Convention Center

A WWDC é incrível, e é muito mais do que apenas o keynote e seus anúncios. Durante a semana, a Apple tem diversas sessões para explicar os anúncios de maneiras mais técnicas e para ensinar os desenvolvedores a integrar os novos frameworks em seus apps. VOCÊ PODE ASSISTIR A MAIORIA DAS SESSÕES AQUI. Como você pode ver tudo isso online, é óbvio que essa não é a parte mais interessante da WWDC. As melhores maneiras de se aproveitar a WWDC, na minha opinião, são duas:

  1. Fazer conexões: A elite dos desenvolvedores Apple está presente no evento, e é uma oportunidade única de encontrar contatos, aprender com outros devs e até de fazer novos amigos. O networking é uma parte importantíssima da WWDC e pode-se sentir o estabelecimento da cultura que a Apple deseja para seus desenvolvedores quando todos estão juntos: é uma comunidade muito receptiva e apaixonada.
  2. Labs: Durante toda a semana é disponibilizada uma variedade de laboratórios, nos quais você pode interagir com os desenvolvedores da Apple, tirar suas dúvidas, pedir ajuda para implementar novas funcionalidades e muito mais. Existem dois tipos de laboratórios: alguns são livres e outros são com hora marcada. Os laboratórios livres tem engenheiros dispostos a te ajudar a corrigir seus problemas, são pessoas muito atenciosas e com muito conhecimento sobre a plataforma que estão lidando (eles criaram ela!). É uma oportunidade incrível para levar aquele bug que você não consegue resolver ou pra aprender a implementar alguma funcionalidade específica. Os laboratórios com hora marcada, por sua vez, são uma espécia de consultoria, onde você pode tirar dúvidas diversas como o processo de revisão de apps da Apple, como fazer uma campanha de marketing vencedora para seus apps, entre tantas outras.

Acredito que aproveitei muito bem toda essa experiência, tive algumas conversas muito interessantes com outros desenvolvedores, estou antenado sobre as novas tecnologias e em como usá-las para fazer um app vencedor. Volto com atualizações quando conseguir publicar esse app. 😀

Se inscreva para não perder nada:

Categorias: Apple Geral

rodrigolg

Desenvolvedor iOS, empreendedor e curioso sobre marketing digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *